Alfred Hitchcock Presents

People - Alfred Hitchcock with a Cigar and a Bird

Logo após jogar um papelzinho vaso sanitário abaixo, Marion dirigiu-se ao chuveiro daquele quartinho de hotel para deixar pra lá pensamentos mais distantes. O som que se ouvia era apenas do vento que batia fraquinho e, ao longe, alguns grilos na grama molhada. Desembrulhou o sabonete em barra. Água quentinha escorreu por seu corpo. Começou a molhar os cabelos. Poucos segundos tranquilos se passaram quando, de repente, uma sombra surgiu nas cortinas do chuveiro…

A célebre cena do chuveiro. Não há um cinéfilo no mundo que não adivinharia “qual o nome do filme”, ou uma pessoa que não ficasse arrepiada ao escutar o trecho da trilha aterrorizante de Bernard Herrmann.

psicose-jpg_214812

Psicose (Psycho, 1960) de Alfred Hitchcock, assombra o imaginário de muitas gerações e marca uma trajetória na história do suspense no cinema. Sentimentos agoniantes, sombras arrepiantes, pensamentos obscuros e espanto permeiam um típico filme hitchcockano. Alguns clássicos, como O inquilino (The Lodger, 1927) conta a história do pensionista, Jonathan Drew, suspeito de ser um assassino de mulheres belas e loiras. Ou o famoso Janela Indiscreta (Rear Window, 1954), em que o fotógrafo L.B. Jeffries ao bisbilhotar a vida alheia, suspeita que seu vizinho tenha assassinado a mulher. Enquanto investiga, o fotógrafo tem a ajuda da bela Lisa (a princesa de Mônaco, Grace Kelly, um dos mais belos close up do cinema). Ou o agoniante Disque M para matar (Dial M for murder, 1954), em que um marido traído contrata um assassino para matar (sim, a Grace Kelly novamente) e ficar com a herança.

janela

Psicose, conta com curiosidades, como a opção por filmar em preto e branco em plena época do cinema em cores, para não traumatizar o público. O uso de calda de chocolate como sangue escorrendo na banheira, pois aparecia melhor no filme, ou a série de montagens da cena do chuveiro com uma modelo de corpo, já que o nu era mal visto na época. Muitas dores de cabeça, um orçamento não tão alto, porém muita teimosia e determinação fazem esse filme inesgotável diante de tantas outras obras.

Um lado difícil e sádico: não é de hoje que falam do humor ácido e neurótico de Hitchcock. Um diretor brilhante, que não escondia de ninguém que tinha aversão a regimes ou fixação em belas atrizes loiras. Tudo isso concebido por Sacha Gervasi, o longa Hitchcock (2012), com um irreconhecível Anthony Hopkins no papel principal, retrata o desenrolar das gravações de Psicose, as neuroses do diretor e a vida de casado com Alma Reville.

O filme de Gervasi foca principalmente no relacionamento do casal Hitchcock, pois na história do cinema, a parceria entre marido e mulher rendeu, além de muitos dólares, a ascensão do diretor e os bastidores para Alma. Um apelo às verdadeiras lições de amor, que se aprendem com muita paciência: o Hitchcock de Hopkins é muito teimoso, adora comer e beber e está sempre pronto para inventar e questionar quem não o agrada.

hitchcockmovie

Muitas são as coisas que se falam da vida de Hitchcock, porém, em sua obra, ele consegue cutucar o mais profundo temor psicológico das pessoas. Suas personagens refletem a loucura, o medo, as incertezas, a coragem, a astúcia e o mistério que fizeram com que tantos espectadores se identificassem com seus heróis.

Temáticas variadas, como suspense, política, romance e humor compõem o corpo dos filmes. É preciso atenção aos detalhes para encontrar o próprio Hitchcock que aparecia em alguns poucos segundos de seus filmes, ou aquela sombra conhecida do perfil gordinho de nariz comprido logo nos créditos iniciais.

Com as mãos na barriga e dedos entrelaçados num pensamento distante, Hopkins nos transporta para a figura do Mestre do suspense nos convidando a permanecer na busca incansável por uma nova inspiração para mais aventuras em nossas vidas.

Hitchcock de Sacha Gervasi

Quando? Em cartaz nos cinemas

Onde? Salas variados

Quanto? Preços variados (inteira/meia)

 

Responda à nossa pesquisa e nos ajude a fazer do blog SOUL ART um portal cada vez mais completo: http://ow.ly/iEgC8

Quer receber nosso conteúdo?
Receba a nossa newsletter

Receba todas as atualizações da SOUL ART!