A primeira vez que fui ao cinema, me lembro da fachada antiga de um prédio no estilo década de 60, com seus pilares de pastilhas azuis e uma pequena portinha em que papeizinhos eram carimbados. Lá estava eu no antigo Cine Santo Antônio em Adamantina, interior de São Paulo, na década de 90, ansiosa para o filme começar. O cheiro da pipoca atravessava para o outro lado da rua enquanto minha mãe comprava os ingressos para o clássico filme de crianças de cinco anos, O Rei Leão (1994).

734792_434220823312754_1313487263_n

Em São Paulo, imagino que existam poucos desses cinemas antigos – ou você sabe onde são ou vai para as big salas do Kinoplex. Mas, e a cidade de São Paulo? Quando foi que ela foi ao cinema? Quando foi que começaram os nossos festivais hoje cotidianos?

Quem está pela capital paulista, tem a oportunidade de curtir o 39° Festival SESC de Melhores filmes, uma dos mais antigos festivais da cidade. Criado em 1974, o público terá a oportunidade de rever o que passou de melhor no ano passado, mas a preços populares.

Criado em meio a uma perturbadora Ditadura Militar, o Festival SESC contemplava obras provocativas, como O Amuleto de Ogum (1974) de Nelson Pereira dos Santos ou a celebração dos amores em Dona Flor e Seus Dois Maridos (1976) de Bruno Barreto. Em meio a protestos contra a complexa situação política brasileira, o Festival também exibia filmes estrangeiros, como Amacord (1975) de Federico Fellini e Face a Face (1976) de Ingmar Bergmann.

181143_348251598576344_714413031_n

Nos anos 80, o Festival convida pela primeira vez o público a participar da escolha dos filmes a serem exibidos. Mesmo ano em que Glauber Rocha se despede com o filme que talvez tenha gerado mais polêmica, pois em Idade da Terra (1980) é retratado um Brasil nos anos finais após o período das sombras e mostra o jogo político e um novo conceito de cultura e miscigenação dos povos.

557228_386948318040005_274246266_n

Hoje, o Festival SESC possui uma eleição com júri formado de críticos de cinema mais o público. Sempre com características únicas, o Festival preza pelo acesso ao cinema, por isso a política de preços amplia e leva a sétima arte para além das salas. Ele é um festival itinerante, pois passa pelo litoral e cidades do interior do Estado de São Paulo que sejam atendidas por Unidades SESC.

Não precisa mais chorar se você não comprou seu ingresso ano passado, pois esse ano eles saem a R$ 4. A programação conta com 40 filmes (23 estrangeiros e 17 brasileiros) mais bem avaliados pelo público. E se você não quiser deixar os seus pimpolhos em casa, o Festival exibirá os divertidos Valente, A Era do Gelo 4, Hotel Transilvânia e a homenagem mais singela ao pai do ilusionismo, Georges Méliès, em A Invenção de Hugo Cabret. Assim, bora comprar a pipoca e levar as crianças para terem suas primeiras boas lembranças da sensação de estar em um cinema.

 

Quando? De 4 a 25 de Abril

Quanto? Apenas 4 Reais 😉

Onde? O CineSESC fica na Rua Augusta, 2075 (Cerqueira César – ZO) próximo ao metrô Consolação (Linha 2 Verde).

Programação completa e horários:

http://melhoresfilmes.sescsp.org.br/

*Imagens retiradas do Facebook do CineSESC

 

Responda à nossa pesquisa e nos ajude a fazer do blog SOUL ART um portal cada vez mais completo: http://ow.ly/iEgC8

Quer receber nosso conteúdo?
Receba a nossa newsletter

Receba todas as atualizações da SOUL ART!