fbpx

Cronicas urbanasFotografia: Gabriel Alexandre | Texto: Luan Magustero

 
Se o sol pode tanto clarear a profunda escuridão, e revelar teu sorriso, e a vida se mover subterraneamente silenciosa na raiz da terra com o impulso do vento, e te traz entregue por inteira, com teu delicioso perfume e dançando teus cabelos, então como posso eu escrever estas palavras? Não. Não sou eu quem escreve. Foi o sol que a iluminou e o destino que te trouxe neste belo dia.

 

Quer receber nosso conteúdo?
Receba a nossa newsletter

Receba todas as atualizações da SOUL ART!