Estrear um espaço literário é especial demais. Ainda mais quando o assunto escolhido para apresentar minha cara e minhas letras na SOUL ART é o lançamento do livro de meu grande amigo Marcelo Mendez. Antes de correr o risco de transformar isso em algo sobre mim, adianto apenas que O Baile dos Corações em Fúria oferenda leitores ávidos por uma literatura provocadora, instigante, que nos transporta para os porões do ABC, onde bandas distantes do mainstream musical exalam poesia, loucura e resistência.

Foto: Maristela Raineri

Marcelo Mendez tem dessas escritas que o leitor bate o olho e saca quem é o autor antes mesmo de conferir a assinatura. Ao longo de dois anos – 2016 e 2017 – suas reportagens foram inspiradas em grupos e artistas do cenário independente e fizeram jus às suas fontes pela quebra de protocolos jornalísticos, por correr junto pelas margens da cultura pasteurizada, pelo tesão pelo o que se faz. O trabalho resultou no livro O Baile dos Corações em Fúria, com cerca de 20 reportagens, a princípio publicadas no extinto jornal ABCD MAIOR. A obra será lançada na sexta-feira (22/06), na Casa da Palavra, em Santo André.

Apresentação da banda Krias de Kafka no 74club em Santo André. Fotografia por Maristela Raineri

Munido de seu bloco de notas, gravador e bilhete BOM, o Lester Bangs de bermudas “cobriu” apresentações feitas para pequenos e seletos públicos, em lugares onde se vê de tudo menos uma área reservada para imprensa.

“Ali está sendo forjada em meio a riffs e distorções, a cena musical do ABC. Poder retratar isso é importante demais”.

 A cara do ABC

Marcelo Mendez. Foto de Eliane Oliveira.

Os critérios ao definir as bandas sobre as quais escreveria são os mesmos que o fizeram abraçar a empreitada toda:

“Pensei em trabalhos como o do Legs McNeill, que retratou toda a efervescência do punk rock novaiorquino dos anos 1970 e em um mestre meu, Lester Bangs, que para mim é o maior nome do Jornalismo Musical dos anos 1970. Assim como eles, a ideia era iluminar os palcos lutadores da música autoral da Região. Falar de uma atitude, de uma identidade. O critério era mostrar a cara do ABC”.

A publicação do O Baile dos Corações em Fúria pela Editora Córrego é também fruto do trabalho que era feito no Jornal ABCD MAIOR – esmagado pelo rolo compressor da crise política, econômica e comunicacional brasileira -, e, nesse sentido, o feito torna-se ainda mais significativo, um símbolo de resistência da cultura regional antes divulgada nas páginas daquele jornal.

“Sofri muito com o fechamento do ABCD MAIOR, porque eu sabia o que estava se perdendo ali. Esse livro reportagem jamais aconteceria em outro Jornal, jamais haveria esse repórter, jamais encontraria uma chefe como encontrei você, que desde o começo bancou a pauta e acreditou no Projeto [eu, Marina]. Esse livro é fruto de um veículo que fez história no Jornalismo. Para mim, contar um pouco dessa história é uma honra”.

 De várzea em várzea

Em 2015 Marcelo Mendez lançou Contos da Várzea e outros Blues, também pela Editora Córrego . Nele publicou textos que fez enquanto repórter incumbido de cobrir os jogos da várzea do ABC. Ali, homens de chuteiras gastas e terra por todo corpo viraram protagonistas e tiveram seus feitos nos campos comparados a clássicos da literatura e do cinema com a linguagem que é toda de Marcelo. Agora, seu olhar se volta às bandas independentes, o que mostra a vocação do jornalista para dar voz e espaço àqueles que dificilmente a veriam ecoar de outras formas.

Lançamento do “Baile dos Corações em Fúria”- Editora Córrego

Sexta-feira (22/06), das 19h às 22h, na Casa da Palavra (Praça da Carmo, 171, Centro de Santo André).

Quer receber nosso conteúdo?
Receba a nossa newsletter

Receba todas as atualizações da SOUL ART!