fbpx

Nessa edição teremos a honra de apresentar e relembrar um mito da soul music brasileira: Di Melo O Imorrível!
Natural de Recife, Di Melo carrega consigo uma herança musical nordestina miscigenada com a sonoridade da soul music resultando numa mistura cheia de suíngue.

Em 1975 assinou contrato com a EMI-Oden e gravou seu célebre disco homônimo Di Melo (muito procurado até hoje por colecionadores e pesquisadores) que contou com a participação de uma turma da pesada, entre eles Heraldo Dumonte, Hermeto Paschoal, Cláudio Bertrame, Ubirajara (pai do Taiguara), entre outros.

Após ter caído no esquecimento durante um longo período, Di Melo está de volta em grande estilo no documentário Di Melo – O Imorrível graças ao revival proporcionado por músicos, amigos, produtores e admiradores desse artista que quase virou lenda. Quem pensava que o homem andava perdido por aí no tempo e no espaço se liga porquê o cara continua mais vivo do que nunca! Saca só:

Di Melo continua a influenciar músicos até hoje pela abrangência de sua persona e carisma musical que não se remete somente a soul music. Prova disso é a participação dele na faixa “Xangô É Rei” do duo de jazz experimental Projeto CCOMA que já passou aqui pelos Achados & Perdidos.

Agora é aguardar pelo que virá desse artista múltiplo e insaciável que possui mais de 400 músicas ainda não lançadas. Com certeza Di Melo tem tudo para ser reconhecido pela sua trajetória artística como um músico que deixou um grande legado na história da música brasileira!

 

Quer receber nosso conteúdo?
Receba a nossa newsletter

Receba todas as atualizações da SOUL ART!