fbpx

bob

No final de 1978, Bob Marley visitou o continente africano pela primeira vez. Foi ao Quênia e à Etiópia, terra do imperador Haile Selassie (1892-1975) e berço da religião rastafari, da qual Bob era adepto. Estar ali em uma época em que a África, dominada pelo homem branco, explodia em conflitos étnicos e políticos, motivou o cantor a gravar o disco Survival, de 1979, um verdadeiro manifesto pela união do continente em uma nação pan-africana.

Bob_Marley_The_Wailers-Survival
O disco traz à tona o lado revolucionário de Bob Marley, criticado anteriormente em Kaya (1978) por estar “cannabicamente” descontraído demais. Entre os hinos Africa Unite, Ambush in the Night, One Drop e So Much Trouble in the World, destaca-se a canção Zimbabwe, onde Bob fala sobre a luta do povo da Rodésia (conflito também tratado por Tim Maia em 1976) por autonomia. Em abril de 1980, a independência do Zimbabwe foi reconhecida pelo Reino Unido e pela ONU, e Bob Marley foi convidado para a festa, onde protagonizou um dos momentos mais fortes da história da música.

Survival não conta com Peter Tosh e Bunny Wailler, que tinham saído da banda alguns anos antes. Mas o reggae do novo Waillers continuou pesado nesse disco, o que pode ser explicado pela presença dos irmãos Aston (baixo) e Carlton Barret (bateria), Junior Marvin e Al Anderson nas guitarras, e as doces vozes das I-Threes, Judy Mowatt, Marcia Griffiths (que também lançou bons discos em carreira solo posteriormente) e Rita Marley, esposa de Bob na época.

    01. So Much Trouble in the World 0:00
    02. Zimbabwe 4:00
    03. Top Rankin’ 7:51
    04. Babylon System 11:02
    05. Survival 15:24
    06. Africa Unite 19:16
    07. One Drop 22:12
    08. Ride Natty Ride 26:03
    09. Ambush in The Night 29:55
    10. Wake Up And Live 33:09

Quer receber nosso conteúdo?
Receba a nossa newsletter

Receba todas as atualizações da SOUL ART!