Bom, tava pensando aqui em como ia estrear no blog. Quis falar de rap e de histórias, afinal, é tipos o começo de uma história (sem ser piegas) escrever em um lugar novo, pra um público novo e num blog que está praticamente nascendo de novo.

Pra brindar isso e essa terça-feira com cara de São Paulo mesmo, um dos melhores caras que eu ouvi esse ano e um excelente contador de histórias – Rodrigo Ogi.

Se liga nesse som, “Por que, meu Deus?”. É uma história clássica no rap – um assalto à banco. Só que aqui o Ogi conta também a história do polícia que tava na cena, tão difícil quanto a do assaltante e contada de um jeito simples e envolvente.

Ele tá com seu primeiro CD solo, chamado “Crônicas da Cidade Cinza”. Lá conta várias histórias, adivinha só de onde? A arte da capa é feita pelos Gêmeos e nas faixas Ogi fala da vida dos motoboys, dos desempregados, dos policiais, dos grafiteiros e de todo mundo que divide um espaço que nem existe aqui em São Paulo. A abertura do CD é essa linda poesia do Plínio Marcos seguida de um som que tem o dedo do Stereodubs.

“Crônicas” pode ser ouvido na íntegra na fanpage do cara que, se eu fosse você, curtia.

Quer receber nosso conteúdo?
Receba a nossa newsletter

Receba todas as atualizações da SOUL ART!