O disco que mais escutei esse ano foi I Bet On Sky, o novo trabalho do Dinosaur Jr, gravado com a formação original da banda, que tem lançamento marcado para o dia 17 de setembro. E só faz seis dias que ele caiu na minha mão. E eu duvido que algum próximo álbum venha bater esse recorde. O décimo disco, sucessor de Farm (2009) é, provavelmente o melhor presente para a música nesse ano. Papo de fã que não aguenta a emoção momentânea passar para dizer algo sobre. Mas é isso mesmo. E vou explicar o porquê. E por que vale apena perder um pouquinho da audição escutando esse trabalho no volume ideal.

Dinosaur Jr por Brantley Gutierrez

A faixa que inaugura o disco é Don’t Pretend You Didn’t Know. Uma porrada com pouquíssimas variações na guitarra, porém simultaneamente melódica com a voz de J. Mascis e um solo de piano no desenrolar da música. Escutei essa música enquanto andava de metrô e não consegui dar continuidade no disco. Repeti algumas vezes. Na sequência Watch the Corners chega numa guitarra abafada que vai se soltando cada vez mais até terminar num solo delicioso. Essa música já tem clipe, inclusive, e dá pra assistir aqui:

Pra quem estava sentindo falta da voz de Lou Barlow a eletrizante Rode e Recogniton matam a saudade. Já em I Know It Oh So Well quem comanda é a bateria do Murph. Viradas mortais. Nem adianta tentar copiar.

O álbum fecha com a arrastadona See It On Your Side, que não me fez esquecer da clássica Alone, do álbum Hand It Over (1997), provando que o Dinosaur Jr é uma daquelas poucas bandas de coração jovem, que sempre vai nos deixar com vontade de tocar guitarra com muita distorção, andar de skate e aumentar o volume cada vez mais.

Quer receber nosso conteúdo?
Receba a nossa newsletter

Receba todas as atualizações da SOUL ART!