fbpx

Sim, ele mesmo. O responsável por abrir a mente de muita gente: Bob Marley e seu disco “taca fogo”.

Originalmente lançado em 1973, Catch a Fire foi assinado pela Island e foi o primeiro álbum de Bob Marley & The Wailers lançado por uma grande gravadoraNão havia dúvidas, era a ave rara nos céus da Jamaica. Um artista local, de fato, era o dono do seu próprio nariz. Você observa isso olhando a própria capa do disco.

Se liga na banca que gravou: Peter Tosh (orgão, guitarra, piano, voz), Bob Marley (guitarra, voz), Bunny Wailer (bongos, conga, voz), Aston “Family Man” Barrett (baixo), Carlton “Carlie” Barrett (bateria), John “Rabbit” Bundrick (teclados e sintetizadores), Wayne Perkins (guitarra), Rita MarleyMarcia Griffiths (backing vocals), Tommy McCook (flauta) e  Francisco Willie Pep, Winston Wright e Chris Karan (percussão). Produzido por Bob Marley e Chris Blackwell.

Suas gravações originais foram feitas na Jamaica e depois finalizadas na Inglaterra. Foi o empurrão que a banda jamaicana precisava para espalhar suas mensagens sobre paz, amor, desigualdades sociais e ganjah para todo o mundo. Em 2001, ganhou edição especial (aquela do isqueiro, sabe?). No primeiro disco estão as músicas em seu “estado bruto”, do jeito que Bob Marley e os Wailers gravaram na Jamaica, com instrumentação mais “seca” e reggae roots. Já o segundo disco é aquele lançado no mercado mundial, sofrendo algumas mutações (como remasterização e inclusão de alguns solos de guitarra) para melhor encaixar-se no mercado norte-americano. Vai pensando, aqui é Tio Sam.

Catch a Fire é um disco revolucionário, perfeito pra acalmar a alma. O solo de Rock It Baby realmente nos transporta para o imaginário mundo esfumaçado de Bob Marley. Firme no surdo, paz e calma amizades.

Quer receber nosso conteúdo?
Receba a nossa newsletter

Receba todas as atualizações da SOUL ART!