fbpx

ana_canas

Ao ouvir um disco de Ana Cañas pela primeira vez, você pode achar que ela não passa de mais uma cantora de MPB, mas venho aqui para te dar aquele conselho amigo, daqueles que se você seguir não vai se arrepender.

Tudo bem que sou um pouco suspeita para dizer isso, porque sou apaixonada por música ao vivo e qualquer violãobatucadatriângulo fazendo barulho na rua, no boteco ou no metrô facilmente toma minha atenção, mas Ana Cañas é o tipo de cantora que você precisa conhecer escutando/assistindo ao vivo. Ela não é do tipo cantora ok, com melodia ok e um rostinho ok que dá pra enganar de riponga, além de passar bem longe daquelas fofinhas que fazem sucesso com hits de internet. Porque ela é incrível.

Tive duas experiências diferentes em concertos da Ana Cañas. A primeira, alguns anos atrás, foi durante um dos Festivais de Inverno de Paranapiacaba, onde sua interpretação tinha uma vibe teatral, em que ela vestia um personagem de menina travessa despirocada e eu testemunhava ela rasgando sua voz como Janis Joplin, levando-a da nota mais baixa à nota mais alta perfeitamente, sem nenhuma desafinação, com um cigarro aceso e uma taça de vinho na mão. Esse tipo de coisa fica meio difícil de transpor em palavras, mas aquilo não podia ser normal e aquele show realmente mexeu comigo do início ao fim.

Já no fim de 2012, fui novamente assisti-la no SESC Vila Mariana onde a cantora lançava seu disco Volta e quem dirigia o espetáculo era nada mais nada menos que Ney Matogrosso.

Caralho! – pensei – para essa mulher assumir esse tipo de responsabilidade tem que ter muito colhão. E por mais que ela já tenha me surpreendido uma vez, Ney Matogrosso tem uma essência muito diferente do que eu a vi interpretar.

show_volta

Que inocência da minha parte.  A Ana Cañas que subia ao palco era uma nova mulher, que transbordava sensualidade a tal ponto em que eu podia sentir todas aquelas pessoas no teatro excitadas, a flor da pele. Gays, bissexuais e héteros. Todos morrendo de desejo pela mulher que estava no palco. Por sua voz, por suas canções, por suas atitudes e por sua interpretação incrível.

O conselho que dou a você é: não escute um disco de Ana Cañas, vá a um show da cantora quando tiver oportunidade. Indo uma vez a um show, você nunca mais vai querer escutar seu disco, mas sim fazer de tudo para vê-la novamente no palco.

Deixo aqui alguns vídeos, que eu entendo que não são o bastante porque você precisa ver ao vivo, mas são casquinhas das boas. (:

Quer receber nosso conteúdo?
Receba a nossa newsletter

Receba todas as atualizações da SOUL ART!