Linha de Passe (2009)

 

Linha de Passe2008.
Dirigido por Walter Salles e Daniela Thomas.
Roteiro de Daniela Thomas, George Moura e Braulio Mantovani.
Elenco: Sandra Corveloni, João Baldasserini, José Geraldo Rodrigues, Vinicius de Oliveira, Ana Carolina Dias, Robert Milano, Mauricio de Barros, Zeca Auricchio, Gabriela Rabello e Mário Cesar Camargo.

A cena paulistana é colocada em prática nesta obra de Walter Salles e Daniela Thomas, onde a periferia de São Paulo é colocada à realidade para quem ainda não sabe como é a vida de quem mora longe e demora para chegar.

Cleuza é uma faxineira cuja vida gira em torno de sua paixão por futebol e o cuidado de seus quatro filhos, Dinho, Dario, Denis e Reginaldo. Enquanto leva sua vida entre jogos de seu time do coração, Corinthians, e seu penoso trabalho limpando a casa de patrões que não enxergam sua realidade, Cleuza ainda assim acredita que possa ser uma mãe melhor e, a exemplo disso, carrega seu quinto filho no ventre enquanto luta para sobreviver e manter a estrutura de sua casa em pé, o que não evita que a protagonista pene e tenha seus defeitos.

Enquanto isso, seus filhos são colocados à prova a todo o momento, cada qual em seu respectivo caminho, escolhido à força ou à base do sonho, cujo final se revela cheio de esperanças para todos eles. Se acompanhamos Dinho lutando para manter sua fé inabalável, após se converter recentemente a evangélico, deixando para trás um passado conturbado, torcemos para que sua força não seja tolhida pela triste realidade de quem não encontra seu valor em lugar algum além da igreja; por sua vez, Dario é o sonhador da família, o que pode te custar literalmente muito caro, mas ainda assim mantém suas expectativas em alta, pois ser jogador de futebol pode mudar a realidade à sua volta; Denis, por outro lado, é motoqueiro e busca levantar dinheiro para se manter ao mesmo tempo em que precisa cuidar de sua família junto à sua mãe e seu filho, fruto de um caso ainda inacabado – e faz tudo malandramente, tentando se desvencilhar do manto que a periferia coloca em quem tenta se destacar.

Mas é Reginaldo, o filho mais novo e de outro pai, quem tenta alcançar o objetivo talvez mais nobre e singelo, ainda que isso represente sua tenra idade: quer encontrar seu pai e acredita que este ainda esteja circulando por aí, como motorista de ônibus. O resultado é sua busca incessante por diversas linhas, enquanto tenta encontrar o melhor candidato à sua busca.

Linha de Passe é, como o próprio nome diz, uma complexa jogada na qual acompanhamos os movimentos de uma família que tenta, a todo custo, manter-se digna, por mais difícil que seja; por mais fácil que possa parecer, todos preferem manter-se dentro da tênue linha entre o caráter e a aparente necessidade em conseguir aquilo que tanto almejam. E sacrificam-se a todo o momento, uns pelos outros, sim, mas principalmente cada um por si próprio, sempre tentando manter o jogo dentro das regras, mesmo que estas pareçam invisíveis e ignoráveis.

Escritor amador, redator semiprofissional, cinéfilo sonhador e amador semiprofissional do cinema. Desde pequeno aprendeu que a sétima arte quebra barreiras, o que resultou em sua busca constante pelo melhor filme do dia. Técnico administrador, turismólogo e graduado como gestor de marketing, misturou toda a sua vida acadêmica à sua vivência em escolas, seja estudando ou promovendo o estudo. Hoje é redator freelancer e servidor público, sustentando seu vício e amor pela escrita por blogs Brasil afora.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *