A velha história do menino pobre sem eira nem beira, não deu corda para o destino, quando se trata do caminho de pedras de Sérgio Vaz, idealizador e fundador do COOPERIFA – Cooperativa Cultural da Periferia. Não virou jogador de futebol famoso, muito menos operário fabril e sim um escritor das culturas periféricas.

Inovação, coragem e muita criatividade o libertou para outro lado da vida, o que prova que o descaso político não impede que um lugar esquecido pelos grandes “representantes” do povo se transforme em uma cultura e dê um rumo e uma identificação para os habitantes locais.

Entre 1986 e 87, Vaz já escrevia letras para música e poemas. Mesmo não sendo tão bem visto na periferia da época, transformou essa arte marginal no pivô para que muitas outras expressões artísticas surgissem. Foi preciso atirar o primeiro poema para enxergar o potencial de cada indivíduo.

No começo, foi fazer um trabalho numa fábrica abandonada e reinventou o espaço cedido. Passou a fazer encontros mensais com os amigos artistas que resultou em teatro, música, poesia até lançamento de livros. Assim, estava criado o tal espaço: um lugar para expor o trabalho, a sua arte, o seu Ser. O que era Nada se transformou em Alguma Coisa. E foi dessa coisa que o Cooperifa passou de “5ª maldita” para a “4ª de Poesia”. Todas as quartas-feiras, faça chuva ou faça sol, há 11 anos de microfone aberto. Poetas e pessoas das quebradas podem declamar sua arte, seu modo de ver e viver a vida.

Para celebrar mais um sucesso, começou dia 3/11 a 5ª Mostra Cultural da Cooperifa, com diversas manifestações artísticas, entre elas música, saraus de poesia, teatro, dança, exposições e cinema para escolas e toda a região. Neste ano, um convidado especial: o escritor moçambicano Mia Couto, autor do romance Terra Sonâmbula, com um olhar muito particular sobre a guerra civil em Moçambique e pelas tradições africanas. Couto estará no microfone aberto no dia 7, em debate sobre Literatura sem fronteiras, seguido do sarau especial Cooperifa 11 anos.

O que Vaz consegue é criar e abrir espaço para as pessoas se expressarem, respeitando a sensibilidade, que só quem vive naquela comunidade, compreende o que é declamado. São bons-dias, tchaus, novas cores, lutas, misturas, perdas, conquistas, dores e alegrias de uma comunidade que pôde reaprender através arte a se mostrar e a defender o ideal que acredita

 

Sergio Vaz

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Mia Couto

 

Confira a programação:

Quando? De 3 a 11 de Novembro

Onde? Diversos lugares

Quanto? Não informado

Informações: (11)99342-8687/(11)96599-5499 e (11)99391-3503

https://www.facebook.com/poetasergio.vaz

Cooperifa às quartas-feiras: Bar do Zé Batidão, Jardim Guarujá ZS de São Paulo

Programação da 5ª Mostra:

Abertura 03/11 – Sábado – 20h
Local: Sesc Santo Amaro – Rua Amador Bueno, 505 – Santo Amaro São Paulo, 04752-005 – 5541-4000
20h – Show de Thulla Melo “A rainha da Black Music no Brasil”‘

04/11 – Domingo – 16h
Ceu Cantos Do Amanhecer – Av. Cantos do Amanhecer, s/n Jd. Eledy Campo Limpo – 3397-9732
Sala PIA
16h – Debate: Onde a Poesia guarda o Feminino
Com: Maria Vilani Gomes (autora do livro de poesia VARAL); Elisa Lucinda (poeta, escritora, atriz e cantora); Georgette Maloupas (Organizadora do Livro PERIFEMINAS).
Mediadora: Jessica Balbino (escritora e jornalista)

18h – Show Grupo as 4 Vozes As irmãs Dora, Jurema e Jussara, e sua sobrinha Thatiana, são acompanhadas de um quarteto de instrumentistas e buscam fazer música popular brasileira de maneira apaixonada.

05/11 – Segunda – 18h
Ceu Campo Limpo – Av. Carlos Lacerda, 678 – Pirajussara – 5843-4841
Sala Multiuso

18h – Debate: Correria Cultural e Articulação na Quebrada
Com: Thiago Vinicius Paula (Agência Solano Trindade); Fernando (Sarau Vila Fundão); Euller Alves (Grupo Umojá).
Mediadora: Binho (Sarau do Binho)

20h–Dança Balé AfroKoteban O Ballet Afro Koteban é um grupo formado por 2 músicos e 2 dançarinas que desenvolvem um trabalho de pesquisa da música, da dança e, portanto, da cultura do povo Mandingue do Oeste da África).

06/11 – Terça – 08H
Escola Ana Silveira Pedreira – Rua José Manoel Camisa Nova, 550
Pátio
08h–Documentário: Reis das Ruas (História sobre a trajetória do rapper Cocão do Grupo Versão Popular)

10h – Filme 5x Favela agora por nós mesmos (Produzido pelo Cineasta Cacá Diegues, o filme traz cinco diretores estreantes, de comunidades diferentes, que mostram a visão da favela, por eles mesmos.)

8h-Ceu Campo Limpo – Av. Carlos Lacerda, 678 – Pirajussara – 5843-4841
16h-Apresentação Balé Capão Cidadão

Ceu Casa Blanca – Rua João Damasceno, 85 Vila das Belezas – 5519-5214
20h – Monólogo A CENA de Fernanda Sanches

07/11 – Quarta – 09:30H
Escola Clarice Lispector – Rua Miguel Maluhy, 159 Jd Guarujá – 5514-1864
09:30h – Espetáculo “O Boneco de Marcinho” – Grupo Extremos Atos c/ Emerson Alcalde

18h-SARAU DA COOPERIFA – ESPECIAL 11 ANOS
Bar do Zé Batidão – Rua Bartolomeu dos Santos, 797 – Jd. Guarujá

18h – Debate: Literatura sem Fronteiras
O Poeta Sérgio Vaz e o Escritor Marcelino Freire recebe o Escritor Moçambicano Mia Couto
Entrada: 2 livros infantis (não venham sem eles)
*150 lugares

20:30h – Sarau da Cooperifa Especial 11 anos

08/11 – Quinta – 17:30H
Escola EE Gil Vicente – Rua Antonio Elias Schoueri, 240 – Pq do Lago – Jd Angela
17:30h – Documentário: Reis das Ruas (História sobre a trajetória do rapper Cocão do Grupo Versão Popular)
19:30h – Documentário Marighella (Carlos Marighella foi o maior inimigo da da ditadura militar no Brasil. Este líder comunista e parlamentar foi preso e torturado e tornou-se famoso por ter redigido o manuel do guerrilheiro urbano).

10:30H-Ceu Capão Redondo – Rua Daniel Gran, s/n Jd. Modelo – 5873-8067

10:30h-Espetáculo “O Boneco de Marcinho” – Grupo Extremos Atos c/ Emerson Alcalde

09/11 – Sexta – 08H
Escola Oliveira Viana – Rua Professor Barroso do Amaral, 694 Jd. Angela
Pátio
08h – Documentário: Reis das Ruas (História sobre o rapper Cocão, do Grupo Versão Popular)
14h – Documentário Marighella (Carlos Marighella foi o maior inimigo da ditadura militar no Brasil. Este líder comunista e parlamentar foi preso e torturado e tornou-se famoso por ter redigido o manual do guerrilheiro urbano).

18h-Ceu Cantos Do Amanhecer – Av. Cantos do Amanhecer, s/n Jd. Eledy Campo Limpo – 3397-9732
Sala PIA
18H – Debate: Grafitte e Comunicação (O Poder da Imagem)
Com: Mauro Neri (Coletivo Imagem); Michel Onguer (Grafiteiro); Satu (Grafiteiro e participante do Grupo Artcomic´s).
19h – Show com o Grupo Cientistas Mc´s
20h – Show com o Grupo Originais do Guetto

10/11 – SÁBADO
Das 10h às 17h

Escola Mauro Faccio Gonçalves Zacarias – Av. Raquel Alves Moreira, 823 – 5514-3131
O Dia é das Crianças –
Recreação, Distribuição de Livros, lanches e refrigerantes.

Exposição de Artes Plásticas “Papillons en fleur” (Borboletas em flor) – Fundir as Metamorfoses das plantas e das borboletas com o artista plástico Jair Guilherme.

Exposição de Artes Plásticas “Metal Morfose” – Esculturas feitas a partir de sucatas de automóveis com o Poeta Casulo

11/11 – DOMINGO – 16H – ENCERRAMENTO DA 5ª MOSTRA CULTURAL

CASA DE CULTURA M´BOI MIRIM – Av. Inácio Dias da Silva, s/n Piraporinha
16:30h – PH Bone
17h – Mc Leonardo e Mc Jr.
18h – Poesia Samba Soul
19h – KLJay
20h – Versão Popular
21h – Emicida

Quer receber nosso conteúdo?
Receba a nossa newsletter

Receba todas as atualizações da SOUL ART!