Capa

Mundo Livre S/A, Mombojó e Paraphernália, são algumas das bandas que se apresentarão neste fim de semana.

A Praça do Patriarca, no centro de São Paulo, ficará pequena nos próximos dias 11 e 12 de outubro. A região vai receber quatro shows gratuitos em comemoração aos 20 anos do movimento mangue beat. O evento “Caranguejando – 20 anos de mangue beat” tem como atrações duetos entre Mundo Livre S/A e Pedro Luís, Mombojó e Curumin, Isca de Polícia e Serjão Loroza, além de Paraphernália e Ellen Oléria. O festival apresenta artistas de diferentes estilos cantando em conjunto e fazendo releituras de músicas marcantes do movimento de Recife.

Cada banda criou um repertório misturando clássicos do gênero e repertório próprio, com a ajuda do diretor musical Paulo Lepetit. As bandas receberão os convidados que, combinando suas vozes e influências, revelarão como a pegada do mangue beat pode estar presente em trabalhos que extrapolam a sua estética característica.

Segundo a curadora, Monica Ramalho, os quatro shows foram pensados a fim de dialogar com essa mistura que continua com as antenas parabólicas apontadas da lama de duas décadas atrás ao caos do mundo contemporâneo. “O mangue beat foi um dos movimentos mais revolucionários da música popular brasileira. Há quem diga que depois dele nada de novo reverberou com tanta veemência nos ouvidos do país”, ressalta.

 Isca de Polícia

Isca de Polícia

No sábado, dia 11 de outubro, a partir das 14h, a banda paulistana Isca de Polícia convidará cantor carioca Serjão Loroza e, em seguida, será a vez de a banda pernambucana Mundo Livre S/A dividir o palco com o cantor e compositor carioca Pedro Luís. Já no domingo, dia 12 de outubro, a banda Paraphernália, do Rio de Janeiro, tocará ao lado da cantora e compositora brasiliense Ellen Oléria. Para encerrar, o Mombojó, de Recife, vai se apresentar com a participação especial do cantor e guitarrista Curumin, de São Paulo.

Curumin por Rafael Kent

Curumin por Rafael Kent

Originalmente chamado de mangue bit, causou grande estardalhaço no cenário musical e entre os amantes da boa música, mas foi só em 1994 que o som ganhou o Brasil e o mundo com o lançamento dos discos: “Da lama ao caos”, de Chico Science e Nação Zumbi, e “Samba esquema noise”, do Mundo Livre S/A, alusão ao nome do disco de estreia de Jorge Ben JorSamba Esquema Novo”.

Está a fim de mostrar que existe muito amor em São Paulo e que não compactua com nenhum tipo de descriminação? Pode colar e curtir muito! O evento promete ser pesado. Viva o Nordeste, viva a cultura brasileira!

1487953_957136787634862_2330416104579469052_o

Festival CCBB Caranguejando – 20 anos de mangue beat
Quando:
 11 e 12 de outubro, das 14h às 17h30
Onde: Praça do Patriarca, Centro SP
Quanto: Entrada Franca

Quer receber nosso conteúdo?
Receba a nossa newsletter

Receba todas as atualizações da SOUL ART!