A banda que ganhou atenção nos anos 90 por seu som pesado, que mesclava metal, rap e hardcore, invadiu a Barra Funda na última sexta-feira (15/03), pela primeira vez após a saída de seu baixista e fundador, Evan Sienfield, agora substituído por Scott Roberts.

O público, aquecido pelas duas bandas que abriram o show, Projec 46 Worst, recebeu Biohazard com fervor, aproveitando cada minuto da apresentação que durou pouco mais de uma hora. Um espetáculo curto, porém brutal.

biohazard_sp_2013

Billy Graziadei comunicava-se em português muito bem com a plateia, fazendo provocações constantemente para que ela colocasse o lugar abaixo! As comparações com o público roqueiro argentino e separações entre torcidas eram alguns dos desafios lançados pelo vocalista e guitarrista, que queria ver o circo pegando fogo.

“When the music stops, you stop. When the music starts, QUEBRA TUDO!”

Entre rodas punk e moshes, o palco foi tomado pelos fãs em 95% do tempo, levando os seguranças da casa à loucura.

biohazard_sp_2013_billy
Com a declaração “Filha, eu te amo!”, Billy puxou um “Parabéns a você” hardcore junto à plateia, homenageando sua filha brasileira Izabela, que fazia aniversário na mesma noite.
O espetáculo foi encerrado com as clássicas Punishment e Hold My Own, e logo depois os guitarristas Graziadei e Bobby Hambel desceram à pista para receber os cumprimentos dos fãs.

Confira os melhores momentos registrados pelo nosso fotógrafo Kleber Oliveira em nossa galeria:

Responda à nossa pesquisa e nos ajude a fazer do blog SOUL ART um portal cada vez mais completo:http://ow.ly/iEgC8

Quer receber nosso conteúdo?
Receba a nossa newsletter

Receba todas as atualizações da SOUL ART!