fbpx

UNIÃO MauaLoka realiza Oficina Processos do Som

Oficina Processos do Som

DRE fala sobre Direitos Autorais – Oficina Processos do Som

Uma tarde inteira no estúdio, ouvindo, produzindo e compartilhando informações sobre os Processos do Som. A Oficina realizada pela UNIÃO Maualoka aconteceu domingo, dia 8 de Julho, no estúdio Zaira Records, em Mauá – SP.
O músico e técnico de som, Rafael Machado, apresentou a proposta para o grupo Wait a Minute, com o objetivo de treinar e expandir e o conhecimento do coletivo. O projeto, porém, foi abraçado por diversos outros parceiros ao decorrer da produção.
A UNIÃO Mauáloka representa uma rede de empreendimentos culturais de Mauá. Trata-se de uma organização completamente horizontal e sem fins lucrativos. Atualmente, conta com a participação de (10) dez marcas independentes, e mantém-se sempre aberta para novas parcerias e integrações.
O objetivo central da UNIÃO Mauáloka é apoiar e propagar a cultural local, de tal forma que, cada empreendimento seja capaz de aprimorar seus trabalhos e, através da conexão com redes de trabalho que se identifiquem, fortaleçam os serviços e projetos realizados.
A UNIÃO Mauáloka surgiu em 2017 para suprir uma necessidade básica dos coletivos culturais da cidade: melhorar a comunicação (dentro e entre) os empreendimentos que já atuavam na região.

Um tarde incrível, num estúdio lendário de Mauá.

Com o apoio da X5 Music, a UNIÃO Maualoka alugou o estúdio Zaira Records. A Oficina Processos do Som convidou cinco oficineiros, entre eles: Rafael Machado, Devasto SBR, Miguel Neto, Lucas Cachorro, DRE. Para conversar sobre equipamentos de captação, produção de beat, escrita criativa, direitos autorais, mixagem e masterização.
Na produção, Maísa Monteiro, também conhecida como MaZika, já organizara os inscritos, agora também coordenava os tempos das rodas de conversas, e chamava todo mundo de volta pro estúdio, após o intervalo.
A AllaCoci ofereceu uma Pausa para o Café incrivelmente deliciosa, com tortas, bolo, suco, café e alfajor. Fazendo a alegria de todos presentes, além de manter todos bem nutridos e inspirados para aprender cada vez mais.
As vagas, foram limitadas, para apenas 20 pessoas. E as inscrições acabaram de um dia pro outro. Um evento diferenciado aconteceu em Mauá. Uma (re)UNIÃO entre nova e velha escola, com uma troca sem precedentes.

Zaira Records recebe Oficina Processos do Som

Entrevista de Beto Malfatti para SOUL ART

Os processos do som são infinitos, e os aprendizados nunca param.

A SOUL ART registrou, em breve tem vídeos. E as fotos ficaram por conta de Born for This. A UNIÃO Maualoka garante que, em breve, lançarão outra oficina. E continuam trabalhando para fortalecer os coletivos culturais de Mauá. Você acha interessante participar de oficinas? Escreva nos comentários temas e convidados que dariam um bom encontro.

Quer receber nosso conteúdo?
Receba a nossa newsletter

Receba todas as atualizações da SOUL ART!