Memória Negra do Samba Paulista no Sesc Osasco

O espetáculo realizado pelo Instituto Cultural de Tradição e Memória do Samba de São Mateus promove um passeio pelo samba paulista, do passado à contemporaneidade, e será apresentado no dia 18/11 no Sesc Osasco.

Reunindo figurões das Escolas de Samba de São Paulo, o show rememora a obra de nomes como Paulistinha, Zeca da Casa Verde, Blecaute, Geraldo Filme, Talismã, Carlão do Peruche, Ideval Anselmo e Marco Antônio da Nenê, sendo que os três últimos integram o espetáculo.

Contando com as presenças de Duda Ribeiro, Thobias da Vai-Vai e Tia Cida dos Terreiros cantando, em sequência, Talismã, Geraldo Filme e Blecaute, o projeto tem o intuito de resgatar a história de compositores e cantores negros do samba paulista, uma vez que o ocultamento da memória negra é um assunto em voga a ser discutido.

Aproveitando o mote do mês de novembro, que é dedicado às comemorações da Consciência Negra, o evento torna-se emblemático pois reúne representantes da cultura afro que nunca antes haviam estado juntos num mesmo palco.

Os ingressos vão de R$6,00 a R$20,00 e você os encontra clicando aqui.

Escritor e compositor sob a alcunha de Dentinho Poesia, Yuri Dinalli é um paulistano apaixonado pelas idiossincrasias da terra da garoa e amante escancarado da cultura popular. Estudante de jornalismo, geminiano, roteirista e notívago, é também integrante do Terreiro de Compositores, movimento de sambas autorais que há 6 anos dá voz à música marginal.

1 Comentário para "Memória Negra do Samba Paulista no Sesc Osasco"

  1. Vi alguns vídeos da apresentação ocorrida no sesc interlagos na quarta, um panorama saboroso do samba paulista. E pra quem ainda insiste em não saber nada sobre o samba sp um aprendizado sem igual

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *