fbpx

skateistan_02

Que a visão da sociedade sobre o skate é muito equivocada não é nenhuma novidade, mas como a gente não cansa de mostrar velhas novidades para uma sociedade atrasada como essa, nós trouxemos mais provas para que ela possa aprender o que realmente leva os jovens à criminalidade e, melhor do que isso, quais são as verdadeiras ferramentas que os salvam dela.

Há alguns meses, falamos aqui no SOUL ART sobre o Skateistan, um trabalho lindíssimo que o skatista Oliver Percovich desenvolvia com crianças de Cabul – um projeto que consistia em utilizar o skate como atrativo para que jovens marginalizados pudessem estudar e passar por programas de capacitação profissional.

skateistanMas pra que viajar até o Afeganistão, se é possível descobrir projetos tão fodas como esse aqui mesmo em São Paulo? Mais precisamente na cidade de Poá, um cara registrado em certidão como Sandro Soares, que atende pelo codinome Testinha, comanda há 4 anos a ONG SOCIAL SKATE e seu lindo projeto, a Manobra do Bem.

ong social skate

Tive a oportunidade de conhecer Testinha pessoalmente ao organizar uma palestra na faculdade em 2011, durante o meu período de entrega do trabalho de conclusão de curso e quero contar aqui pra vocês porque esse cara, com quem tive contato uma única vez na vida, conseguiu minha plena admiração:

O skatista Testinha foi funcionário da Fundação Casa, a famosa FEBEM, durante 11 anos desenvolvendo trabalhos de recuperação com os internos. Ainda lembro-me de quando dizia:

Quando fui demitido da Fundação Casa, fiquei sem chão. Não porque não tinha mais um emprego, mas porque eu precisava fazer alguma coisa para ajudar as pessoas. Sem aquela missão na minha vida eu não era nada.

Trabalhar na Fundação Casa, de fato, foi uma grande escola para Sandro Testinha. Ali ele entendeu o skate e como podia utilizá-lo para o bem. Também aprendeu que a técnica utilizada pela instituição era cara e pouco eficaz. Por isso, quando se deu conta de que podia iniciar um novo trabalho em sua própria comunidade para cumprir o compromisso que tinha consigo, contou com a ajuda de sua esposa, a pedagoga Leila Vieira, para estruturar e fundar a ONG SOCIAL SKATE.

Rua Rosa, n°439 – Poá

A primeira sede da ONG foi organizada em sua própria residência, onde vivia com sua esposa e seus dois filhos, Breno e Brenda.

A família passou a oferecer ali aulas de skate gratuitas aos sábados com acompanhamento pedagógico. Aliás, se você pensa que o ambiente é puramente voltado à diversão, está muito enganado, também é preciso ser responsável. Para ser um aluno da Manobra do Bem é necessário frequentar a escola, ter boas notas no boletim, não falar palavrões, respeitar o próximo e saber compartilhar com os colegas. Além disso, é proibido praticar as atividades de barriga vazia. Ninguém consegue ter um bom desempenho físico e intelectual mal alimentado. Por isso, o casal oferece café da manhã aos alunos todos os sábados antes da aula.

Quando o governo resolveu trocar o asfalto do bairro Calmon Viana por paralelepípedo, começaram a surgir os transtornos e a ONG precisou mudar de lugar. No fim da Rua Rosa havia uma quadra coberta e abandonada, frequentada apenas por traficantes e usuários de drogas. Testinha e sua família conversaram com essas pessoas para que elas os deixassem utilizar o espaço para dar aula. Como recompensa, os primos, sobrinhos e filhos dessas pessoas também poderiam participar do projeto. Depois disso, o skatista ainda reuniu esforços da comunidade para reformar o local e fazer do espaço um ambiente agradável para as crianças.

quadra reformada

Com 70 alunos, Testinha mantém a ONG com doações e venda de camisetas e, além de ter patrocínio de diversas marcas de skate, também recebe visita de skatistas do mundo todo. Sua fonte de renda são os campeonatos de skate em que é convidado para narrar.

patrocinio

Ao conhecer uma história como essa, prêmios como o Transformadores, promovido recentemente pela revista TRIP, não precisam nem de explicação.

Ao nosso caro Sandro Testinha e sua família SOCIAL SKATE: RESPECT!

prêmio transformadores

Quer receber nosso conteúdo?
Receba a nossa newsletter

Receba todas as atualizações da SOUL ART!