Hoje nós estamos aqui pra multiplicar  a dica super gentil e bacana da  jornalista Sara Campos pra equipe da SOUL ART.
Nós podemos não ter ótimas referências do que se diz respeito à Brasília, mas tem gente plantando coisas bem legais no Distrito Federal. Lá, a arte vem ganhando cada vez mais espaço pelas ruas e transformando lugares que antes eram vistos como regiões marginalizadas. E foi numa fatia desse espaço que nasceu o projeto Mapa Gentilque tem como principal objetivo incentivar a produção cultural dos jovens alunos da rede pública com intervenções urbanas, oficinas de audiovisual, grafite, poesia e animação.

Os 30 estudantes do Centro de Ensino Médio (CEMEIT), já beneficiados na primeira etapa do projeto, definirão os locais que receberão as interversões artísticas nas cidades de Taguatinga, Ceilândia, Samambaia e Riacho Fundo. Até o momento, mais de 97 interversões já foram mapeadas para incentivar novos olhares sobre as cidades-satélites. Durante as visitas, mediadores contam a história sobre cada cidade satélite, seu contexto urbano e a ideia das obras produzidas pelos estudantes que residem nas cidades mapeadas.

“Para incentivarmos essa valorização utilizamos nas obras as cores da bandeira do Brasil. A cor vermelha também é utilizada, mas para representar o amor ou a crítica ao capitalismo. […] Para mim é muito gratificante juntar redes com esse pontencial transformador da gentileza, tanto na mentalidade dos alunos quanto na mentalidade das cidades.”

Janaína André, coordenadora do projeto Mapa Gentil

Estrategicamente localizados, pontos de cultura, feiras de artesanato e locais de aglomeração social são os lugares escolhidos para abrigar as artes dos alunos. O projeto pretende atingir todas as cidades do Distrito Federal e para isso precisa de financiamento.

Por que gentil?

José Datrino era empresário no ramo de transportes, mas um dia jogou tudo pro alto para pregar o amor e a gentileza entre as pessoas na década de 1970.  O aka profeta Gentileza presenciou um incêncio no Gran-Circus Norte-Americano em Niterói e iniciou o trabalho de mensagens positivas nas ruas cariocas. Voluntário em representar mensagens de amor, sustentabilidade e gentileza em locais públicos, Datrino coloriu 56 pilastras com mensagens que criticavam o modelo político capitalista, defendendo a mudança social com amor e gentileza. Aos 79 anos, o profeta Gentileza faleceu em 1996, lutando por um mundo mais humanizado, inspirando músicos, cineastas, educadores e artístas plásticos. Como não inspirar um projeto como este, não é mesmo?!

Visite o site do Mapa gentil e conheça mais sobre esse projeto que ainda tem muito amor para distribuir. <3

http://mapagentil.com.br/

 

Quer receber nosso conteúdo?
Receba a nossa newsletter

Receba todas as atualizações da SOUL ART!