fbpx

A Menina Sem Qualidade 0 1

A MTV Brasil acerta na série A menina sem qualidades ao fazer sua jovem audiência refletir sobre o mundo que a cerca. Nesta adaptação do livro homônimo da alemã Juli Zeh, os diretores Felipe Hirsch e Renata Melo fazem um retrato cruel da juventude contemporânea.

A história parte de personagens com desvios comportamentais para travar um debate sobre temas reais. Pedofilia e maioridade penal suscitam reflexão, mas é principalmente a noção de certo e errado que merece enfoque. Isto porque, na trama, um casal de adolescentes com inteligência acima da média domina os adultos, como seus pais e professores.

Ana (vivida por Bianca Comparato) e Alex (Rodrigo Pandolfo) se conhecem no ensino médio de uma escola na Santa Cecília, região central paulistana. Filhos da pós modernidade, esses estudantes não encontram nada em que acreditar. Segundo eles, vivem um jogo cujo resultado final não importa.

Este jogo fica mais perigoso quando entra em cena o professor Tristán (Javier Drolas, do filme Medianeras). Ele é um argentino que fora preso político em seu país, tem 48 anos e ideais bem definidos. Logo se dá o choque geracional. O casal, numa tentativa de provar a superioridade de sua geração, consegue chantagear Tristán com um vídeo em que uma relação sexual entre Ana e o professor é revelada. Contudo, os jovens não previam que Tristán fosse se apaixonar por Ana, e isto coloca em cheque o plano dos estudantes.

O clima pesado das cenas só é aliviado pela autenticidade característica do comportamento jovem, que pode fazer, certas vezes, um doentio triângulo amoroso parecer engraçado.

Outro artifício que confere mais leveza às cenas é a trilha sonora, escolhida pelo diretor Felipe Hirsch. Uma eclética seleção, de Judee Sill a LCD Soundsystem, embala os 12 episódios da série. Os episódios terminaram em 13 de junho, mas a emissora já os disponibilizou em seu portal. Uma boa pedida para quem deseja conteúdo de qualidade, que com certeza vai torcer por uma segunda temporada.

A menina sem qualidades faz parte da tendência de valorização dos seriados. Nos Estados Unidos, esse tipo de programação televisiva já alcançou a mesma importância atribuída ao cinema. Prova disso, é a migração de atores, roteiristas e diretores do cinema para a TV. Kevin Bacon, por exemplo, atua na série The Following, que estreou este ano na FOX.

No Brasil, os seriados conquistaram a TV por assinatura. Além das produções estrangeiras, o conteúdo nacional também caiu nas graças do público. É o caso de Destino São Paulo, que foi ao ar pela HBO, ou Copa Hotel, em exibição no GNT. O atrativo deste tipo de programa é a qualidade cinematográfica, como a presença de apenas uma câmera nas cenas e a abordagem de assuntos mais complexos. Diferente do encontrado em novelas, geralmente com um conteúdo massificado.

A Menina Sem Qualidade 0 2

Com a veiculação de A menina sem qualidades, a MTV faz uma demonstração de respeito a seu público. A emissora disponibiliza, na TV aberta, uma série com qualidade superior ao normalmente visto, tanto em relação à técnica, quanto ao conteúdo. E deixa como principal mensagem uma reflexão sobre problemas contemporâneos.

Quer receber nosso conteúdo?
Receba a nossa newsletter

Receba todas as atualizações da SOUL ART!