fbpx

Comecei a reparar que em diversas revistas eu via com frequência algumas fotos sensuais relacionadas a um ser depravado, sexualmente falando.

Hoje confirmei o que sempre suspeitei: aquele sujeito estranho, magrelo, fashionista, tatuado, com barba ruiva e que usa camisas de bandas fedidas de punk rock, é um dos grandes na categoria de fotógrafos malucos do mundo da moda.

Estamos falando de Terry Richardson.

Terry e seu brother Obama

Filho de um fotógrafo junkie-esquizofrênico, Terry nasceu em New York City no ano de 1965. Entrou para o ramo de fotografia ao se tornar assistente de Tony Kent, um fotógrafo local. Isso após abandonar sua falida banda de hardcore, que tocou durante 5 anos de sua vida. Daí vem a explicação para as tatuagens de presidiário, mas com certeza viu bons shows de Cro-Mags e Agnostic Front na década de 80.

Belíssima Kate

Com seu olhar apurado, Terry foi capaz de sugar tudo o que uma modelo pode oferecer para lentes fotográficas: calor e sensualidade. E assim conseguiu realizar trabalhos para clientes como Gucci, Sisley, Miu Miu, Chloe; alguns editoriais de moda para revistas como a Vogue Francesa, Vogue Britânica, i-D, GQ, Harper’s Bazaar and Purple; e também, figurinhas famosas do tipo Leonardo DiCaprio, Vincent Gallo, Tom Ford, Jay Z, Kanye West, Johnny Knoxville, Derci Gonçalves, etc…

Saudosa Dercy Gonçalves, que Deus a tenha (ou não)

Amy Drunkhouse e seu amor pelo futebol mineiro

Should you drink milk?

Em uma pssagem pela cidade maravilhosa

Um de seus últimos trabalhos foi o maravilhoso calendário da Pirelli de 2010, utilizando da engajada fórmula: beleza feminina + beleza natural. Para entender melhor, confira no vídeo:

E claro, Terry jamais perderia a oportunidade de tirar uma casquinha com as modelos… nunca.

Quer receber nosso conteúdo?
Receba a nossa newsletter

Receba todas as atualizações da SOUL ART!