Achados & Perdidos: Lews Barbosa

000151_0d83244c09b70f2e6d8b87a051ea47d6.jpg_1024

Para os cientistas é intrigante o fato do ser humano ter desenvolvido a linguagem e diferentes formas de expressões artísticas como a música, a pintura, a escultura e a poesia. A oralidade e suas formas discurssivas possibilitaram ao homem transmitir conteúdo e conhecimento capazes de manter a sobrevivência da nossa espécie, formas essas que viriam posteriormente a se tornarem meios de contemplação e de expressão dos sentimentos, angústias e emoções do homem.

Com essa pequena digressão introdutória podemos situar por onde transitam as ideias do rapper e poeta Lews Barbosa, um cara que transpira criatividade com sua prosa e bases musicais cheias de suingue que nos levam a uma viagem rumo ao desconhecido e ancestral poder da palavra.

Ativo no cenário do Rap paulistano desde 1989 e um dos fundadores do grupo de rap Potencial 3, Lews já é conhecido no cenário de Hip-Hop nacional  pelos sucessos das músicas “Mano de Fé” e “Carrapato”, sendo esta última referência por ser uma das primeiras músicas a misturar Rap com Samba.

Após o lançamento do seu primeiro álbum “Cachorro Magro” em 2003, Lews voltou com tudo em 2012 com o lançamento do seu novo álbum “A evolução foi criada para a criação evoluir” produzido por Neurus e Dener Miranda. Nesse trabalho mais recente, o rapper faz alusão à teorias evolucionistas e criacionistas dando um tom cômico e ao mesmo tempo lúdico cheio de sacadas espertas que se intercalam ao longo das faixas do álbum.

Essa maneira particular de expressar seus pensamentos e opiniões sobre as questões mais controversas da história como “de onde viemos e para onde vamos?” parece não aflingir tanto ao Lews como para os cientistas que ficam a criar mirabolantes teorias que expliquem a origem do universo. Para Lews, a graça talvez esteja nessa brecha que a ciência não explica podendo ser suplantada pela força e energia criativa da imaginação humana. Não é a toa que Lews batizou essa sua mistura de rap, poesia e contação de história como um estilo “Ludiquântico” de narrar.

Referência pra quem curte rap, Lews Barbosa é um nome pra deixar anotado e ouvir com a mente e espírito aberto para as portas da imaginação!
Para baixar o álbum “A evolução foi criada para a criação evoluir” é só acessar o link do Lews no Soundcloud e se deixar levar pelo som!

Antropólogo batuqueiro formado em Ciências Sociais e curador de bandas e músicos independentes no selo Presana Music. Em momentos de surtos criativos compõe gambiarras sonoras, como uma peça dadaísta tocada numa privada intitulada No Banheiro. Se enxerga arquetipicamente como um andarilho ou um peregrino com sua trupe de amigos levando arte e alegria por onde passam.

3 Comentários para "Achados & Perdidos: Lews Barbosa"

  1. Essa deveria ser a melhor maneira dos “Rappers”, seguir essa imaginação criativa que Lews Barbosa dá ao movimento sem demagogia. Infelizmente talentos como esses, primórdios do Rap Nacional, estão sendo descobertos agora! Bom,antes tarde do que nunca. A rica poesia que Lews Barbosa profere questionando a si mesmo e sobre tudo que nos inquieta, talvez não seja tão interessante assim por parte da maioria, dos meios de comunicação, ou alguns que dizem levar a sério o movimento. Portanto aos que agora conhecem, aproveitem o momento que é propício e degustem! Na minha opinião o melhor Poeta, Rapper da atualidade e com forte propósito pelas suas obras de fazermos todos esses questionamentos, inclusive nos dando exemplos de como a Criação e Evolução do Rap pode e dever Evoluir sem ser Hipócrita. Viva a Revolução!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *