homem-que-virou-suco-poster01Deraldo (José Dumont), poeta popular do Nordeste, chega a São Paulo, sem lenço nem documento, sobrevivendo apenas de suas poesias e folhetos. Tudo vai muito bem até ele ser confundido com um operário de multinacional, que matou o patrão em uma festa onde recebeu o título de operário símbolo. Deraldo é perseguido pela polícia e perde sua condição de cidadão.

homem-que-virou-suco02

(Deraldo José da Silva)

Eu sou poeta mesmo rapaz.
Sou poeta, violeiro e repentista.
E quem despreza essas canções,
desconhece a grandeza de Camões;
e não sabe dá valor a um artista,
ignora que a vitória é uma conquista
e na vida só terá decepção.
Quem trata o povo com desdém,
se atrasou nesse mundo e não entende:
que é na força, na mente, e na união,
a semente é a força que o povo tem.

Filmado em São Paulo, “O homem que virou suco” retrata cenas do cotidiano de nordestinos que viviam nas favelas da grande metrópole paulista, que a cada dia, se adaptava a um futuro moderno e promissor. A narrativa se passa em 1979, ano em que foi entregue ao público o trecho que liga a Praça da Sé ao Brás (Linha vermelha – Leste/Oeste), grandes projetos que só foram possíveis graças a força de trabalho de Josés, Severinos, assim como o poeta Deraldo.

Ficha técnica
Título Original: O Homem que Virou Suco
Gênero: Drama
Classificação etária: 16 anos
Tempo de Duração: 95 minutos
Ano de Lançamento: 1981
Estúdio/Distribuidora: Raiz Filmes
Direção: João Batista de Andrade

Elenco
Aldo Bueno
Rafael de Carvalho
Ruthinéa de Moraes
Denoy de Oliveira
Dominguinhos
José Dumont
Ruth Escobar
Vital Farias
Barros Freire
Célia Maracajá
Renato Master
Luís Alberto Pereira
Pedro Sertanejo

Fonte: Filmes Brasileiros

Download: TORRENT