Sarau do Tapete: Dez semanas de Esperança

Fotografia por Bruno Kindy

No dia 12 de junho, o Sarau do Tapete completa dez edições. Combinamos de cada um levar algo para comer e também para beber. Queremos comemorar!

Para alguns, não há motivos nenhum para celebrar. Para muitos, talvez ainda seja muito pouco, ou muito cedo para se alegrar.

No entanto, acreditamos de verdade que a alegria de criar o que imaginamos é o que nos fortalece na luta para transformar realidades. 

Há dez semanas, nos reunimos toda segunda-feira com o objetivo de nos expressarmos livremente. Das 20h às 22h, abre-se um portal mágico através da arte. 

Onde todos são bem-vindos, para falar e para ouvir. Há quem cante, há quem só observa, todos aplaudem. Já houve choro e também muitos sorrisos.

Fotografia por Bruno Kindy

Um tapete é colocado no meio da Praça das Crianças e quem pisa nele recebe toda a atenção do público para manifestar o que há dentro de si. Nas primeiras edições a timidez abraçava muitos, e era necessário chamar os poetas para o tapete. Em pouco tempo, um foi inspirando e encorajando o outro e diversas pessoas que nunca haviam recitado nada em público, agora estariam ali, no meio da praça, abrindo seus corações para aproximadamente 50 pessoas.

O encontro começa pelo menos uma hora antes de dar início ao recital de poesias. Diferentes coletivos se reúnem na Praça Manoel Lopes, também conhecida como Praça das Crianças, a fim de organizar projetos e agendas.

O Coletivo Wait a Minute, principais idealizadores do projeto, chegam mais cedo para varrer a praça. Eles mesmo arranjaram latões de livo e colocaram amarrados nos postes de luz Também entraram em contato com a Prefeitura de Mauá e conseguiram realizar a manutenção das gramas no local.

Nessa uma hora mais cedo também acontecem as reuniões da Máfia das Pistas, coletivo responsável pela organização da Batalha das Pistas. E até o pessoal do Fórum do Hip Hop já usou a praça como ponto de encontro para debater e organizar as demandas e trabalhos culturais na cidade.

Então, não me digam que não há motivos para comemorar, pois mesmo em meio a guerra, mantemos nossa chama acessa São dez semanas apenas, o suficiente para marcar muita vida. Quem cria acredita, estamos construindo novos tempos.

Fotografia por Bruno Kindy

SARAU DO TAPETE

Local: Praça Manoel Lopes (Praça das Crianças)

Endereço: Rua Agenor Freire de Moraes – Jardim Zaíra II 

Horário: Segundas das 20h às 22h

Meu nome de batismo é Thaís Aguiar, mas adoro quando me chamam de Tata. Sou cantora, da rua mesmo. A vida faz poesia, e eu escrevo-as. Gosto de inventar coisas. Inventei a AllaCoci, marca de comidas artesanais. A gente faz chocolate e distribui poesia. Às vezes também organizamos uns eventos, só porque gostamos de reunir pessoas.

1 Comentário para "Sarau do Tapete: Dez semanas de Esperança"

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *