Перед большинством заёмщиков всегда встаёт вопрос, какую организацию-кредитора выбрать? На рынке очень много предложений оформить займ онлайн. Как не попасть на мошенников, с которыми придётся расплачиваться всю оставшуюся жизнь? Конечно, в подобной ситуации лучше всего обратиться к профессионалам: credit-n.ru/zaymyi.html. Именно на этом ресурсе вы сможете получить профессиональную и бесплатную консультацию по всем вопросам займов, микрозаймов и кредита. Именно здесь вам помогут оформить онлайн займ на карту без залога и поручителей в надёжной микрофинансовой компании.

Casa da Vó, primeira série da Wolo TV, estreia neste 25 de dezembro e trata com humor ácido o preconceito racial

Quando observamos a produção artística ao redor do mundo, vemos movimentos internacionais da indústria cultural conectados e alinhados às necessidades da sociedade atual de aumentar a quantidade de pessoas negras sendo representadas no cinema, na música e nas artes visuais. Ainda é um cenário que precisa de muito para ser ideal, mas é possível enxergar um futuro esperançoso.

Entretanto, quando buscamos exemplos desse mesmo cenário no Brasil temos a falsa impressão de que apenas uma parcela do país está sendo representada na cultura, mostrando que a indústria não representa a multiculturalidade que este território continental nos proporciona, muito centralizado entre Rio de Janeiro e São Paulo.

Esse foi um dos motivos que levou Licínio Januário, diretor, ator, roteirista e produtor, junto com seu sócio Leandro Lemos – com experiência de 20 anos na área de tecnologia, a fundar a Wolo TV, primeira plataforma de streaming voltada para a população negra no Brasil, que estreia sua série Casa da Vó hoje, 25 de dezembro.

A proposta do serviço é também dar atenção aos profissionais negros que hoje não tem abertura no mercado de trabalho, juntando uma equipe técnica e de produção de 60 a 70% sendo afrodescendente e indígena. As pautas inclusivas também orientam as narrativas dos roteiros da Wolo TV.

A iniciativa desafia os problemas que a cultura sofre num período de pandemia. Agindo como um incentivo, segundo Licínio, “o Covid-19 veio para dar um start de que toda a correria foi para chegar nesse momento e entender as necessidades e importância do que está sendo construído”, em entrevista para a SOUL ART.

Licinio JanuárioCasa da Vó

Com elenco experiente, a série conta a história de uma avó nordestina (interpretada por Margareth Menezes) que mora em São Paulo e é ex-funcionária do setor público, com boa aposentadoria. A senhora decide investir em um salão de beleza, que vira o mais badalado da cidade.

Seus netos, espalhados pelo Brasil, tomam a famosa decisão de vir para São Paulo buscar por melhores oportunidades. A avó recebe então quatro netos vindo do Rio de Janeiro, interior de São Paulo e Salvador.

Diante das dificuldades enfrentadas pelo racismo estrutural, as barreiras sociais impedem que os jovens alcancem seus objetivos. A avó então incentiva e dá base para que as oportunidades certam possam chegar.

A proposta da série é lidar com assuntos densos de forma leve, apresentando um conteúdo legal de assistir com a família, mas sem deixar as alfinetadas de lado e tratando o tema com humor ácido, numa narrativa não explorada no país.

A produção original está disponível no site Wolo.TV, com o primeiro episódio gratuito. Os demais poderão ser assistidos em sistema de pay per View, ou seja, aluguel de conteúdos específicos.

Casa da Vó

Ficha Técnica

Criado por: Allex Miranda e Licinio Januário

Roteiro: Allex Miranda, Érica Ribeiro, Licínio Januário e Milena Anjos.

Produção: Wolo TV

Direção: Licínio Januário

Direção de Fotografia: Cris Conceição e Sergio Isidoro.

Produção Executiva: Leandro Lemos, Licínio Januário, Juliana Borges e Sol Menezzes.

Elenco: Margareth Menezes, Jessica Córes, Dum Ice, Dj Pelé, Johnny Klein, Rincon Sapiência, Kiara Felippe, Jacy Lima, Sol Menezzes e Cadu Libonati.

Quer receber nosso conteúdo?
Receba a nossa newsletter

Receba todas as atualizações da SOUL ART!