fbpx
Перед большинством заёмщиков всегда встаёт вопрос, какую организацию-кредитора выбрать? На рынке очень много предложений оформить займ онлайн. Как не попасть на мошенников, с которыми придётся расплачиваться всю оставшуюся жизнь? Конечно, в подобной ситуации лучше всего обратиться к профессионалам: credit-n.ru/zaymyi.html. Именно на этом ресурсе вы сможете получить профессиональную и бесплатную консультацию по всем вопросам займов, микрозаймов и кредита. Именно здесь вам помогут оформить онлайн займ на карту без залога и поручителей в надёжной микрофинансовой компании.

Print

Algumas coisas parecem acontecer somente com a arte da Música. Dificilmente podemos imaginar dois escritores de estilos diferentes fazendo um só livro. Dois pintores de escolas e influências diversas conseguirem sintetizar seus talentos num quadro. No cinema, nem pensar. Mas na música tudo é possível, e em 2012 novamente ficou provado que talentos com carreiras diferentes possam se encontrar em algum lugar no tempo e fazer uma obra cuja excelência é notada nos primeiros acordes. Cherry Thing é um álbum que reúne a banda de Free Jazz The Thing com a talentosíssima veterana Neneh Cherry, ambos da Suécia.

cherry thing 01

A história de Neneh Cherry é impressionante. Seu padrasto é Don Cherry, grande trompetista de jazz e que teve fundamental influência na vida da pequena Neneh, que acompanhava Don em turnê com o fantástico saxofonista Ornette Coleman. Assim começava a total integração com aquele mundo musical de raros talentos. Um dos fatos relatados por Neneh Cherry é que por volta de seus quatro anos de idade, Miles Davis a segurou no colo e ela pode sentir a textura do seu casaco de jacaré do músico. Mas a menina cresceu e aos 14 anos fez parte de uma banda punk (The Slits), aos 16 formou sua própria banda de punk rock. Durante a década de 80 e 90, Neneh transitou entre diversos ritmos exercendo toda multicultura musical. Discos que mesclavam pop, dance, hip-hop, trip-hop com sucesso, trabalhos que tiveram reconhecimento da mídia e público. Desde 1996, entrava esporadicamente em estúdio, participou como colaboradora em discos dos amigos como Michael Stipe (R.E.M.), Gorillaz, Groove Armada, entre outros. A questão é que Neneh Cherry influenciou gente como Lauryn Hill à M.I.A.

 

Neneh Cherry & The Thing – Accordion (Madvillain)

 

Já o The Thing é formado por Mats Gustafsson (saxofones), Ingebrigt H. Flaten (baixo) e Paal Nilssen-Love (bateria). Tocando juntos desde 2000, a banda se desenvolveu num estilo de free jazz, bem pesado e visceral, tocando covers de jazzistas como Don Cherry, Frank Lowe, ou do rock alternativo como PJ Harvey, White Stripes. Vários discos gravados nesses quase 13 anos de atividades e participações em discos de gente conhecida como o produtor Jim O’Rourke (Sonic Youth, Wilco, Smog, Joanna Newsom) e Thurston Moore (Sonic Youth) entre outros músicos que abrem espaço para experimentações musicais radicais. E assim foi até se encontrarem com Neneh Cherry.

 

Neneh Cherry and The Thing – Dirt (The Stooges)

Antes de consideração sobre o álbum, Cherry Thing é uma homenagem a Don Cherry. O disco é impregnado dessa aura reverência, mesmo sendo um disco de quase só covers (Há uma composição de Neneh e outra do The Thing) e das mais diversas matrizes. O disco é a junção da bela e a fera. Neneh Cherry domina sua voz, seu balanço, sua emoção e sua força que atingem momentos sublimes como em Accordion, cover do grupo de hip hop Madvillain. Chega sensual e caótica na brilhante cover de Iggy Pop & Stooges, Dirt, onde o The Thing mostra sua fúria ao distorcer uma música que já nascera doentia. Golden Heart é uma composição de Don Cherry, transformada numa pegada psicodélica e espiralada até chegarmos ao centro do coração deste disco-homenagem. O disco segue com composições de Ornette Coleman, Suicide (banda punk) e Martina Topley-Bird. Mas é difícil falar sobre um disco complexo e tão prazeroso, o melhor é ouvi-lo e se deliciar com um dos melhores trabalhos dos últimos anos. Vida longa ao The Thing, vida longa à  Neneh Cherry.

 

Neneh Cherry and The Thing – Dream baby dream (Suicide)

 

Faixas do disco:


Cashback  –  Neneh Cherry

Dream Baby Dream  –  Martin Rev / Alan Vega

Too Tough to Die  –  David Holmes / Chloe Page / Martina Topley-Bird

Sudden Moment  –  Mats Gustafsson

Accordion  –  D. Dumile / O. Jackson

Golden Heart  –  Don Cherry

Dirt  –  David Alexander / Ron Asheton / Scott Asheton / James Osterberg

What Reason  –  Ornette Coleman

Quer receber nosso conteúdo?
Receba a nossa newsletter

Sobre o autor

Jornalista

Paulistana, 26 anos, jornalista, apaixonada por livros, teologia, história, medievalismo e tudo o que o envolve. Escritora nas horas vagas em seu blog pessoal "Condado Encantado", onde aborda temas como paganismo, mitologia, simbologia, esoterismo, oráculos, teorias conspiratórias, entre outros. Em 2016 escreveu seu primeiro livro, resultado de um Trabalho de Conclusão de Curso, sobre artistas de rua. Gostou tanto da experiência que já está pensando nos próximos.

Receba todas as atualizações da SOUL ART!