Перед большинством заёмщиков всегда встаёт вопрос, какую организацию-кредитора выбрать? На рынке очень много предложений оформить займ онлайн. Как не попасть на мошенников, с которыми придётся расплачиваться всю оставшуюся жизнь? Конечно, в подобной ситуации лучше всего обратиться к профессионалам: credit-n.ru/zaymyi.html. Именно на этом ресурсе вы сможете получить профессиональную и бесплатную консультацию по всем вопросам займов, микрозаймов и кредита. Именно здесь вам помогут оформить онлайн займ на карту без залога и поручителей в надёжной микрофинансовой компании.

Com base na vivência adquirida e absorvida em atuação nos serviços ligados a rede de atenção psicossocial da cidade de Mauá, (município localizado na região do grande ABC paulista), falaremos nos próximos artigos da TERÇA MENTAL, aqui no portal SOUL ART, sobre alguns temas importantes e pertinentes a esse contexto diário, das demandas de saúde mental do Sistema Único de Saúde, o nossos SUS, das mais comuns, que vivemos de perto, no dia após dia, no intenso e complexo lidar com a dor da alma humana, nesse contato direto com o sofrimento em saúde mental das pessoas cuidadas por nós trabalhadores do SUS.

As pessoas que procuram os serviços de saúde mental, em um modo geral, buscam alívio para as suas questões de ordem biopsicossocial, ou seja, uma força ou compreensão para seguirem suas vidas com menos sacrifício psíquico e mais leveza em suas relações sociais. E esse será nosso norte para, humildemente, buscar esclarecer senso comum sobre: Esquizofrenia, bipolaridade, histeria, transtorno de personalidade, borderline, transtorno obcessivo compulsivo, uso abusivo de substâncias psicoativas (sobretudo no contexto de rua), ansiedade e depressão.

Utilizaremos de referenciais teóricos, claro, mas não iremos nos prender a eles, pois a ideia aqui é também dividir histórias, nosso olhar do lidar com essas demandas no “chão da fábrica”, em como de certa forma, o alívio do peso dessas pessoas está ligado no “entregar ou dividir” o fardo com os trabalhadores nessa relação simbiótica. Afinal, quando há entendimento da importância de se afetar, viver e cuidar de cada fala de sofrimentos dessas pessoas, há também necessidade de cuidar do outro lado, de quem está na ponta ouvindo, vendo e sentindo cada palavra de confiança da dor do outro.

E assim, assimilando e dividindo esses olhares e experiências, queremos ofertar uma compreensão da sofisticada, complexa e amorosa forma que é o lidar com a saúde mental da população na rede de atenção psicossocial, dos nossos serviços públicos, do nosso SUS.

Vem com a gente!

Essa foi a introdução ao tema! O artigo da próxima semana já abordará dois temas conhecidos, duas demandas quase que diárias na porta dos centros de atenção psicossocial e nas unidades básicas de saúde, porém comumente mal difundido pelos meios de comunicação (programas de auditório ou até nas redes sociais) e pelas pessoas de um modo geral… Falaremos sobre depressão e ansiedade!

Quer receber nosso conteúdo?
Receba a nossa newsletter

Receba todas as atualizações da SOUL ART!